Uma empresa de Auckland recebeu um subsídio do governo dos Estados Unidos para aumentar a produção de uma máquina de teste rápido móvel para Covid-19 .

A Ubiquitome recebeu uma doação multimilionária de uma seção do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA para seu dispositivo Liberty 16.

A doação era parte de um programa de US $ 1,5 bilhão para aumentar a capacidade dos Estados Unidos para os testes da Covid-19, sendo a Ubiqitome a única empresa não americana a passar pela rodada de financiamento. O dispositivo ainda precisa da aprovação da Administração Federal de Medicamentos dos Estados Unidos antes de ser implantado em hospitais.

O presidente-executivo, Paul Pickering, disse que o dispositivo, que pesa cerca de 2 kg e tem o tamanho de uma pequena caixa, pode testar 16 amostras em 40 minutos e enviar os resultados para um telefone celular.

"O Liberty 16 será direcionado para uso por hospitais rurais e metropolitanos e laboratórios móveis para testar o SARS-CoV-2 - o vírus que causa o Covid-19."

"Após o teste na Massey University, o Liberty 16 está pronto para ser usado nos testes da Covid-19", disse Pickering.

A empresa apresentou o dispositivo como sendo adequado para fazer exames de saúde pré-voo em aeroportos e triagem de funcionários da linha de frente.

A Ubiquitome já recebeu quase US $ 700.000 da doação do governo Covid-19 Innovation Acceleration Fund para desenvolvimento e teste de produtos.

 

Via RNZ e Stuff

Deixe seu Comentário